segunda-feira, 25 de setembro de 2017

SETEMBRUXOVE?


domingo, 27 de agosto de 2017

Latão Projéquitis

     Salve, miguxos.
     Latão esta de volta.
     E logo mais, com novos lindos Hqs pra encher de cyber junk nos cyber arquivos da Internet😁.

     Logo mais estarei produzindo por aqui historinhas crocantes com personagens retirados do fundo do baú (ou do fundo das gavetas do meu arquivo- que na verdade estava com tanta ferrugem e com um nível tão crítico de tétano que eu achei melhor substitui-lo por uma sapateira mesmo).
Arquivo literalmente deletado
     Estou falando da primeira personagem que eu já criei (ou pelo menos a primeira a quem eu dei um nome definitivo e fiz Hqs).
     Ela é ninguém mais ninguém menos que Fant, a elefanta (ou "elefoa", como diria minha mãe, ou "aliá", como diria no Cocórico).

Favor não confundir isso com um rato nem com um macaco

     No mesmo período em que ela surgiu (mais ou menos por volta de 1994), também surgiu os personagens de meus irmãos- Cuca e Urso-Verde. E sempre quebramos bastante o pau entre nós pra ver quem era o melhor entre eles. 

Cuca, o cão e Urso Verde, o urso verde (dãh)
     No principio, tanto Fant quanto Cuca e Urso Verde tinham "historinhas independentes", onde cada um de nós escrevia Hqs com seus respectivos personagens protagonizando altas confusões. Mas normalmente essas histórias não fazia o menor sucesso entre o público (que se resumia entre nós mesmo).

A Saga de Cuca Fant e U.V

Ínicio

     Em uma certa época de Natal (acho que foi no ano de 1998 ou em 1999), no lançamento de Cuca Especial de Natal (sim. Haviam histórias especiais de datas comemorativas!!), ao final da história meu irmão deixou muitas folhas em branco (em geral as Hqs de Maracotango sempre tinham somente uma ou duas folhas terminadas e todo o resto em branco), e eu costumava ler e reler aquelas Hqs (mesmo que a maioria das vezes eu só lia pra poder xingar), e enchi meu irmão pra que concluísse a revista. 
      Enchi tanto até que finalmente o sujeito resolveu que terminaria de uma vez aquela bagaça ( com um atraso de 1 ou 2 anos). Mas como sempre, a criatura estava com preguiça de ficar fazendo roteiros elaborados, e teve a brilhante solução de mandar que eu e meu outro irmão desse qualquer tema para que ele escrevesse uma história com aquele tema escolhido em uma só pagina (hoje em dia isso se encaixaria mais ou menos no mesmo estilo de uma "tirinha").
única tentativa de tirinha Cuca-Fant on-line da qual eu até publiquei em um blog de um parceiro.
Foi um tremendo fiasco
Meio   
   
     E o sucesso do esquema "cada um escolhe uma história" foi enorme (entre nós, é claro.).
     Tanto que tempos depois um de nós, que eu não lembro nem se foi eu mesma, resolveu fazer uma espécie de competição usando o mesmo esquema anterior, só que com algumas modificações:

  1. -Cada um de nós iria escrever uma revista onde o protagonista seria nossos respectivos personagens;
  2. -Cada historinha teria que ter apenas uma página;
  3. -Cada pagina teria um título escolhido por um de nós, a seguinte por outro de nós, e assim até que todos da roda tivessem escolhido um título (como não tínhamos muita grana pra ficar comprando folhas de sulfite, normalmente usávamos apenas 3 folhas dobradas, o que dava um total de 3 rodadas pra cada);
  4. -No final de cada rodada, cada um leria a revista um do outro para que cada um desse uma avaliação no rodapé da pagina (esse esquema mudou mais tarde para colocar as notas na contra-capa das histórias. Capas e contra-capas também tinham notas.);

Obs: As notas eram do mesmo ritmo das que recebíamos na escola da nossa época :
  •  P (que era nota máxima)
  •  S (que era nota média)
  •  NS (que era nota mínima).

Obs²:
        Mesmo para dar um título nas revistas ninguém concordava com nada- Cada um queria que seu personagem tivesse o primeiro nome no título e ficava com Cuca Fant e U.V; Fant Cuca e U.V ou U.V Cuca e Fant.

Desenvolvimento da coisa 

     As histórias escrita pelo autor da Cuca eram sempre as consideradas mais engraçadas e sempre recebiam maior nota (pois de modo geral, nosso critério se baseava pelo  quanto a história fosse engraçada e nunca pensamos em avaliar pela arte, profundidade da história e outras coisas. Mesmo por que o tempo médio de elaboração de cada história era entre 1 a 3 minutos. Quando beirava os 5 minutos já começávamos a nos xingar)
     Quanto que eu e o autor do U.V vivíamos brigando e dando NS um para o outro. Ás vezes por pura vingança mesmo, já que as vezes nem liamos a história de verdade. Pelo menos eu as vezes só olhava os borrões com uma letra indecifrável e já jogava diretão o NS. E provavelmente também deveria ser assim com as histórias da Fant, por que na época eu até podia achar que aquilo que eu escrevia era o máximo e que o desenho era uma obra prima, mas anos depois quando tentei reler aquilo ali, fiquei com uma cara mais ou menos

     Mas de vez em quando rolava alguns "S". Ou por piedade de alguém, ou por puro interesse mesmo (tipo, eu dava um S em alguma história do UV, na esperança que o fdp me desse um S na rodada seguinte de história. Muitas vezes isso não rolava, e as vezes já de cara na próxima vez que fazíamos revistinhas, já colocávamos um grande NS ocupando as cédulas de todas as possíveis notas!   Brigávamos bastante enquanto escrevíamos, e frequentemente saiamos na porrada).
     Enquanto que eu e meu mano mais novo ficávamos brigando por causa de Hq, meu mano autor da Cuca só olhava tudo daquele jeito

     E muitas vezes ainda jogava lenha na fogueira tirando proveito dos dois lados : quando ele zoava em alguma história com a Fant, meu mano mais novo se deliciava com aquilo e dava notas altas para a história (por mais imbecis e sem graça nenhuma que elas fossem) enquanto que eu queria descer uma porrada nos dois juntos; quando o mesmo acontecia com o U.V era eu que dava risada e era o outro que queria nos matar.
     As vinganças que fazíamos contra Cuca não dava efeito nenhum, já que Cuca desde sempre foi criado como um personagem escrachado, e seu autor as vezes até achava graça quando tentávamos zoar com a Cuca. 
     De tanta zoeira, Cuca Fant e U.V acabaram tendo novas personalidades que não havíamos previsto na época em que originalmente o havíamos criado. E como água mole pedra dura tanto bate até que fura, por mais que eu e o autor de UV a principio odiássemos as definições que o autor da Cuca desse para eles, no final acabou pegando e ficou.

Decadência 

     E foi por aí que houve a decadência!
Quando houve um consenso entre nós (embora não verbalmente declarado) e eu mesma já havia integrado a minha Fant original a uma imagem da Fant na versão Kito (era como Maracotango assinava naqueles tempo suas "obras") e o mesmo também já havia acontecido com UV, tipo que a coisa toda meio que perdeu a graça por que já não tinha mais como eu me ofender quando ambos escreviam algo zoando com a Fant- já que eu mesma também a zoava. E com o UV aconteceu o mesmo. E a coisa foi esfriando.

Fundo do Poço

     Foi quando para reacender a chama da discórdia e dos sopapos, Maracotango começou a "inovar": muitas vezes, mesmo quando o tema era "Fant em ...", ao invés de Maracotango fazer algum tema com o que eu escolhi e com a Fant protagonizando aquela história, ele simplesmente fazia caricaturas horripilantes salientando todos os meus possíveis defeitos e em alguma cena que me deixasse totalmente furiosa (99,99% em uma situação +18). E o mesmo acontecia com o autor de UV!
     Além de muitas vezes ele simplesmente não escrever mais nada e apenas rabiscar algum garrancho sem nexo ocupando a página inteira da história ( o que chamávamos de "grande poster", e era motivo de fúria e briga).
     Isso fez com que cada vez menos tivéssemos saco pra escrever Cuca Fant U.V . E além disso, conforme ficamos mais velhos, a coisa ficou cada vez mais impossível, já que essas revistas só eram possíveis escrevendo com todos juntos na hora.

Voltando a Estaca Zero

Mas agora Fant Cuca U.V está de volta....

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Postagem especial de Férias de meio de ano


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...